O Poder do Não – Como ele pode te motivar ao Sucesso

O Poder do Não – Como ele pode te motivar ao Sucesso
Classifique esse post

Eu por muito tempo trabalhei com arte, por muito tempo estive no palco atuando e fiz por alguns anos aulas de ballet e dança de salão. Uma das frases como artista que mais ouvi era: Bailarino que não sente dor no corpo de manhã, não é bailarino.

E essa frase foi real pra mim por muito tempo, toda aula, todo espetáculo eu me esforçava ao máximo, alongava até o meu limite, mantinha uma postura corporal quase que todo tempo perfeita. E claro, como resultado meu corpo chegava ao limite e no outro dia, acordava muito dolorido.

Para grandes atletas, isso também é verdade. Eles treinam por muitas horas, levam seus corpos ao limite, suas mentes ficam muito estressadas e pra que tudo isso? Para quando chegar o grande dia, eles estejam completamente preparados e quando pisarem no palco darem o verdadeiro espetáculo de esportividade que todos anseiam.

Se você vende algo, você deve se preparar também. Sim! você vai sentir muitas dores, muitas vezes a dor que você vai sentir será em sua garganta por falar com várias pessoas, ou dores nas pernas por ficar muito tempo em pé. Porém, a dor que você mais vai sentir, será a dor do NÃO.

Um bom vendedor é reconhecido por seus resultados, pelos “SIMS”. O excelente é reconhecido pelo número de “NÃOS”, a cada não que você recebe é um grande oportunidade de melhorar o seu discurso, de conhecer mais sobre o produto que você está vendendo, de ouvir mais o seu cliente, saber quais são as necessidades dele e apresentar este produto de forma extraordinária.

Eu posso te contar um caso curioso sobre o poder do NÃO que combinado com a persistência pode produzir. É uma história real e que me motiva a continuar toda vez que recebo um não.

É a história de como um homem que recém aposentado e com uma deliciosa receita de frango frito conseguiu mudar os hábitos alimentares de uma nação. Coronel Harland Sanders não tinha uma organização, não tinha habilidades especiais em vendas, ele não tinha um nome, não tinha prestígio, ele não tinha absolutamente nada.

Ele tinha um pequeno restaurante que fora fechado em função da construção de uma estrada que passaria pelo local. Quando recebeu seu primeiro cheque do Seguro Social, decidiu ver se conseguia algum dinheiro vendendo a receita de frango frito. Sua primeira ideia era vendê-la para proprietários de restaurantes e combinar de receber uma porcentagem dos lucros.

Na verdade, essa não é a ideia mais realista para se começar um negócio. E as coisas foram acontecendo, não o levando exatamente ao estrelato. Rodou o país todo dormindo em seu carro, tentando encontrar alguém que o ajudasse, batendo em todas as portas. Foi rejeitado 1.009 vezes. Então, aconteceu uma coisa milagrosa. Alguém lhe disse “sim”, ele conseguiu vender a receita para um restaurante beira de estrada.

Sanders então construiu um império bilionário, fundando a Kentucky Fried Chicken (KFC) em 1952, ele ouviu muitos NÃOS, mas teve coragem para prosseguir.

Quantas pessoas você conhece que tem uma receita maravilhosa? Quantas pessoas que tem uma ideia genial? Quantas pessoas que tem o físico perfeito para determinado esporte? Quantas pessoas com um talento nato que nunca chegam em lugar algum?

“Se você não está disposto a arriscar, esteja disposto a uma vida comum” Jim Rohn Empreendedor

Sua mente vai sofrer toda vez que você for rejeitado, mas não leve isso em consideração. Olhe para frente, persista, siga na direção do seu propósito.

Com grande certeza quando pensamos no nome de algum cineasta famoso, logo nos vem o nome de Steven Spielberg, ele foi diretor de mais de 100 filmes de ultra sucesso. Alguns revolucionaram a história do cinema quando foram lançados, outros se tornaram verdadeiros clássicos como: Tubarão, E.T. – O Extraterrestre, Jurassic Park – Parque dos Dinossauros, A Lista de Schindler, O Resgate do Soldado Ryan, Os Caçadores da Arca Perdida, e muitos outros…

O cara é um gênio, isso é indiscutível. Porém, se formos observar sua jornada de sucesso, vamos encontrar passos surpreendentes, para que pudesse dirigir um filme com tanta excelência do quais ele já dirigiu.

Desde seus 12 ou 13 anos, Spielberg sabia que queria ser diretor de cinema. Algo que chamou muito sua atenção e mudou sua vida, quando numa tarde, com 17 anos, deu um passeio pelos estúdios da Universal. O passeio que dera não incluía os locais de gravação, onde estava toda a ação.

Para ele estar ao lado do que mais sonhava e não ver a ação de perto era inimaginável, sabendo de seu objetivo, começou a agir. Escapou sozinho para observar a filmagem de um filme real e acabou encontrando com o chefe do departamento editorial da Universal, que conversou com ele durante uma hora e demonstrou interesse pelas suas ideias mas não as teve como relevantes.

Para grande parte das pessoas, pode ser que este seja o momento em que a história terminaria. Mas Spielberg não era como a maioria das pessoas. Ele teve resiliência, aprendeu com a primeira visita à Universal e assim mudou sua abordagem.

No dia seguinte, vestiu um terno, levou a maleta de seu pai, com um sanduíche e doces e voltou ao local como se pertencesse ao lugar. Passou de propósito em frente ao guarda do portão naquele dia. Encontrou um trailer abandonado e usando letras adesivas afixou na porta: Steven Spielberg, Diretor. Daí, então, passou todo o verão junto aos diretores, escritores e editores, aprendendo com cada conversa, desenvolvendo cada dia mais o seu senso de observação sobre o que é importante para o cinema.

Com quem você tem passado tempo? É com pessoas que te levam em direção a realização dos seus sonhos? Ou são pessoas que dizem que não é possível e que você não vai conseguir?

Com vinte anos de idade, após tornar-se assíduo no local, Steven mostrou à Universal um filme modesto que havia montado e recebeu um contrato de sete anos para dirigir uma série de televisão. Conseguira então tornar o que era sonho, realidade.

Pode levar o tempo que for, se você persistir e seguir na direção dos seus sonhos, estar preparado para os nãos, você poderá saborear o maravilhoso gosto de vitória.

Spielberg seguiu a Fórmula do Sucesso Definitivo? Com certeza. Teve o conhecimento especializado para saber o que queria e como chegar lá. Tomou iniciativas. Teve a acuidade sensorial para reconhecer se os resultados que estava obtendo o aproximavam ou afastavam de seu objetivo, teve flexibilidade para mudar seu comportamento para conseguir o que queria. Todas as pessoas de sucesso que conheço fazem a mesma coisa. Aqueles que conseguem, estão sempre empenhados para mudar e serem cada dia mais flexíveis até criarem a vida que desejam.

A forma que você vê o seu futuro pode mudar todo o seu trajeto, se você acredita realmente no que está fazendo, nada poderá te afastar de estar na direção correta.

“Todos os seus sonhos podem se tornar realidade se você tem coragem para persegui-los” Walt Disney – Desenhista e Empreendedor.